Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2013

Lira do amor romântico ou a eterna repetição

Atirei um limão n’água
e fiquei vendo na margem.
Os peixinhos responderam:
Quem tem amor tem coragem.

Atirei um limão n’água
e caiu enviesado.
Ouvi um peixe dizer:
Melhor é o beijo roubado.

Atirei um limão n’água,
como faço todo ano.
Senti que os peixes diziam:
Todo amor vive de engano.

Atirei um limão n’água,
como um vidro de perfume.
Em coro os peixes disseram:
Joga fora teu ciúme.

Atirei um limão n’água
mas perdi a direção.
Os peixes, rindo, notaram:
Quanto dói uma paixão!

Atirei um limão n’água,
ele afundou um barquinho.
Não se espantaram os peixes:
faltava-me o teu carinho.

Atirei um limão n’água,
o rio logo amargou.
Os peixinhos repetiram:
É dor de quem muito amou.

Atirei um limão n’água,
o rio ficou vermelho
e cada peixinho viu
meu coração num espelho.

Atirei um limão n’água
mas depois me arrependi.
Cada peixinho assustado
me lembra o que já sofri.

Atirei um limão n’água,
antes não tivesse feito.

OS 03 ELEMENTOS BÁSICOS PARA A SALVAÇÃO

Rom. 3: 24 - 25 E são justificados gratuitamente pela sua Graça, pela redenção que há em Cristo Jesus. Deus o propôs para propiciação pela Fé no seu Sangue, para demonstrar a sua justiça pela remissão dos pecados dantes cometidos sob a tolerância de Deus.Os elementos básicos estabelecidos para salvação conf. escrito pelo Apóstolo Paulo aos Romanos são: 1o. A Graça Tito 2: 11 Pois a graça de Deus se manifestou, trazendo salvação a todos os homens.Graça significa, primeiramente, favor, ou a disposição bondosa da parte de Deus. ( Favor não merecido )A graça de Deus aos pecadores revela-se no fato de que ele mesmo pela expiação de Cristo, pagou toda a pena do pecado. Por conseguinte, ele pode justamente perdoar o pecado sem levar em conta os merecimentos ou não merecimentos.A graça manifesta-se independente das obras dos homens. A graça é conhecida como Fonte da Salvação.2o. O Sangue I Jo. 1: 7 O sangue de Jesus Cristo , seu Filho, nos purifica de todo pecado.Em virtude do sacrifício de C…

Quem cria o ambiente é você

De vez em quando, ouço pessoas dizer "Não dá para trabalhar nesta empresa, o pessoal aqui é muito estranho, muito complicado, são todos uns egoístas"... Quando ouço isso, me lembro de uma lenda.   Certa vez, um jovem chegou à beira de um oásis e, aproximando-se de um velho, perguntou-lhe:- Que tipo de pessoas vive neste lugar?Ao invés de responder, o velho perguntou:- Que tipo de pessoas vive no lugar de onde você vem?   - Ah! Um grupo de pessoas egoístas e malvadas - respondeu o rapaz. - Estou satisfeito de haver saído de lá.  E o velho replicou: - A mesma coisa você haverá de encontrar por aqui. No mesmo dia, outro jovem chegou ao oásis e, vendo o ancião, perguntou-lhe:- Que tipo de pessoas vive aqui?O velho respondeu com a mesma pergunta que fizera ao outro rapaz:- Que tipo de pessoas vive no lugar de onde você vem?  O jovem respondeu: - Pessoas magníficas, amigas, honestas, hospitaleiras. Fiquei muito triste por ter de deixá-las.- Pois o mesmo você encontrará aqui - resp…

Filhos de Deus

 Estamos acostumados a ouvir de muitas e dos mais variados tipos de pessoas a referência ao ser humano como um natural filho de Deus. A expressão “eu também sou filho de Deus” já se tornou proverbial e denota bem esse pensamento generalizado. A Bíblia no entanto é categórica quando se trata de negar sustentação à crença errônea do mundo. No primeiro capítulo do evangelho de João, versículos 11 a 13, lemos “Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas, a todos quantos o receberam, aos que creem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus; os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do varão, mas de Deus.”  Está claro que nem todos os homens são filhos de Deus. Se observarmos a realidade que nos cerca veremos que, na realidade, a grande maioria dos seres humanos não são filhos de Deus, pois não receberam a Jesus como seu salvador; não nasceram da vontade de Deus, mas apenas do sangue humano. São meramente criaturas de Deus.
Temos en…

CHAMADA DE DEUS PARA A OBRA DA PREGAÇÃO

Na Jamaica, Deus falou em sonho a um menino de onze anos, chamado Aston. Certa noite sua mãe o ouviu exclamar em alta voz: "Aleluia!", e perguntou-lhe qual o motivo daquilo. Aston contou-lhe que Jesus lhe aparecera em sonho, instruindo-o a ir a seus vizinhos e falar-lhes da Sua breve volta.
Numa aldeia distante, na Birmânia, um velho teve um sonho. Hman Tun Sem era um ancião muito respeitado pelos habitantes da aldeia. Em sonho, o velho cavalheiro viu muitos de seus concidadãos e mestres religiosos sofren­do num lago de fogo. Isso muito perturbou Hman Tun Sem, e começou então a procurar a verdade. Veio-lhe outro sonho. Desta vez viu dois homens visi­tando sua aldeia e levando uma salvadora mensagem de livramento. Logo fo­ram àquela aldeia dois missionários. Ele os reconheceu imediatamente. E as­sim a obra de Deus se estabeleceu na cidade de Zayasa.

O Senhor tem sido nosso refúgio

Senhor, tu tens sido o nosso refúgio, de geração em geração.Salmos 90.1

Não se consegue deter uma águia na floresta. Pode-se ajuntar ao seu redor um coro dos melhores pássa­ros; pode-se dar a ela um poleiro no melhor pinheiro; pode-se encarregar mensageiros alados de lhe levar as melhores guloseimas; mas ela a tudo rejeitará. Abrindo suas asas soberbas e com os olhos no pico alpino, ele-var-se-á para seus próprios átrios ancestrais, em meio a fortaleza das rochas e a música silvestre das tempesta­des e das quedas d'água.A alma humana, em seu vôo de águia, não descan­sará, a não ser na Rocha Eterna. Seus átrios ancestrais são os átrios do Céu. Sua fortaleza de rochas são os atributos de Deus. A extensão de seu vôo majestoso é a eternidade! "Senhor, tu tens sido o nosso refúgio de geração em geração".
(Macduff)

O Amor e o Tempo

Amor que sonha.
Tempo que realiza.
*
Amor que luta.
Tempo que vence.
*
Amor que une.
Tempo que mantém.
*
Amor que aprende.
Tempo que ensina.
*
Amor que perdoa.
Tempo que esquece.
*
Amor que questiona.
Tempo que responde.
*
Amor que doa.
Tempo que retribui.
*
Amor que colore.
Tempo que emoldura.
*
Amor que escreve.
Tempo que encena.
*
Amor que floresce.
Tempo que poda.
*
Amor que vive bons momentos.
Tempo que os traz.
*
Amor que suporta maus momentos.
Tempo que os leva.
*
Amor que espera.
Tempo que honra.
*
Tempo que fortalece o amor.
Amor que se fortalece no tempo.

(Ary Gabriel)

3º Encontro de Mulheres da IEAD em Vitória de Santo Antão - Setor 04

Quinta - 14/11 - 12:00h - 65 Anos do Círculo de Oração - Templo Matriz.
Sexta - 15/11 - 18:30h - Abertura - Colégio 3 de Agosto
Sábado - 16/11 - 18:30h - Culto de Adoração - Colégio 3 de Agosto
Domingo - 17/11 - 09:00h - Manhã de Estudo - Colégio 3 de Agosto

Casamento = compromisso

O casamento foi instituído por Deus, na criação. "Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. E Deus os abençoou, e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a" (Gênesis 1.27,28). "Por isso deixa o homem pai e mãe, e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne" (Gênesis 2.24).O casamento foi instituído por Deus para a felicidade do ser humano. Por intermédio dele ocorre a "propagação da raça humana por uma sucessão legítima".1 Mas o seu principal objetivo é o companheirismo entre os cônjuges. A procriação é uma bênção adicional. Aliás, isso deve ficar bem claro. Nicolas Berdyaev, em seu livro The Destiny of Man (O Destino do Homem), afirma "que a união conjugal com o único propósito de procriação deve ser considerada imoral".2O casamento é uma instituição divina, mas a forma como é feita a escolha dos cônjuges e a celebração da cerimônia nupcial não foi determin…

TRÊS PRINCÍPIOS DO PROTESTANTISMO - Parte 04

Sola Fide:
O Protestantismo afirma que a Bíblia é a única autoridade e que a graça é o único meio de salvação. Isto, no entanto, deixa uma pergunta ainda sem resposta. Como é que uma pessoa pode receber a salvação? Ou, dito de outra maneira, como é que uma pessoa pode estar com deus? Esta foi a perguntaque deixou Lutero perplexo e o levou quase ao desespero.
Lutero não se tornou monge por opção. Enquanto ainda era um jovem estudante, preparando-se para a carreira de advogado, Lutero estava viajando por uma floresta na Alemanha quando de repente caiu uma terrível tempestade. Os trovões estrondavam sobre sua cabeça e os raios atingiam as árvores. O jovem temeu ser consumido por um raio e na sua angústia ele orou. Lutero orou, mas não a Deus; ele implorou a ajuda de santa Ana, a santa padroeira dos mineiros. O pai de Lutero havia trabalhado nas minas, então Lutero se lembrou da infância quando o pai dava instruções que o ensinavam a buscar a ajuda de santa Ana como mediadora para falar com…

TRÊS PRINCÍPIOS DO PROTESTANTISMO - Parte 03

Sola Gratia
O Protestantismo, já que é baseado nas Escrituras, ensina que o homem pecador não tem qualquer esperança de salvação através de seu próprio esforço, pois os protestantes sabem que a Bíblia diz claramente: "Pela graça sois salvos, por meio da fé - isto não vem de vós, é Dom de Deus - não de obras, para que ninguém se glorie" (Ef. 2:8-9). O Protestantismo, assim, nega todos os esquemas de salvação que promovem o homem e suas atividades e cerimônias religiosas como meio de vida eterna e perdão. Insiste ainda que a salvação vem através do puro e imerecido favor de Deus, pela graça somente. SOLA GRATIA é um ensinamento cardeal da fé protestante. Os protestantes sabem que o homem é deficiente tanto no querer quanto na habilidade de agradar a Deus e de ganhar ou conquistar a salvação. Lutero descreveu o estado pecaminoso do homem como sendo a condição de arbítrio escravo (escravidão da vontade).
O homem, em sua insensatez, pensa que é livre, mas ele está realmente escravi…