Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2015

A Derrota

Tem horas que temos que tirar forças de onde não há. São dias que nada aparece de bom aos olhos. O que dantes dava prazer acabou e não alegra mais. Fracassos custam caro, o preço é o esquecimento de todas as conquistas.                 A derrota martela “poderia ter sido”, que triste saber que tudo “poderia ter sido” diferente. Mas o erro veio, a falha não ficou oculta, não deu para resistir a fraqueza, a ferida foi exposta. E tem uma coisa amigo, o leito florido não tira a dor, marcas de derrota não viram troféus.                 A única coragem que aparece é a de pedir pela morte. Uma mistura de vergonha e ódio dominam os sentimentos. O espírito se encontra exausto, o corpo padece e alma chora. O que exibia valentia com frequência, por ora está amedrontado com a própria sombra.                 Não existe ambiente que se veja pertencente, mas sim de sentir excluso de tudo, por mais que se tente não tem como disfarçar, há males que não se maquia.                 O nosso desejo é que tudo …

Em Cristo

Não mais eu, mas Cristo vive em mim. Gálatas 2.20


A maravilha da vida de Jesus - e você vai descobrir isso, ou já descobriu, se tenta praticar o Novo Testa­mento como a regra de sua vida diária - é esta: você não é convocado a realizar nenhum ato a respeito do qual venha a ter sérias dívidas quanto à forma como Jesus Cristo gostaria que você o realizasse e ao material que Ele desejaria que você usasse. A alma que acolhe a palavra de Jesus, a alma que entra na própria pessoa de Jesus por intermédio de suas palavras, a alma que conhece como presença diária e lei diária - essa jamais hesitará.
Phillips Brooks