Proíbe Amor!


Proíbe amor que porventura
Me contente em viver longe de ti
Que tome o caminho que planejei
E desconsidere a tua voz orientadora
Que a luz do nosso amor sirva de guia
Explore nossos corações
E que nenhum obstáculo venha ferir e
apartar nossas almas,
Pois sei que o Amor jamais perderá
os que lhe pertencem!
Tomemos nosso sentimento por fortaleza;
Que não haja oriente ou ocidente
Sul ou norte apenas eu e você
Presente e pretérito meu.
O teu amor conquista mais do que vence,
por isso proclama-o!


(Por Joaquim Queiroz)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUILOMBOS E REVOLTAS ESCRAVAS NO BRASIL

Como um arco íris

Difícil ser resiliente