Guia-me Senhor

Guia-me pelas veredas da justiça,
por amor do seu nome.
Salmos 23.3


Ele sempre tem um propósito ao nos dirigir. Ele sabe onde estão as porções verdes dos pastos e dirige seu rebanho até lá. O caminho talvez seja duro, mas é o caminho certo que leva à pastagem. As "veredas da jus­tiça" podem não ser retas, mas são veredas que condu­zem a algum lugar - para o lugar certo. Muitas veredas dos desertos são enganosas. Elas começam limpas e planas, mas logo se perdem na areia. Vão a lugar ne­nhum. Mas as veredas da justiça têm um alvo e a eles se dirigem sem erro.

J. R. Miller

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUILOMBOS E REVOLTAS ESCRAVAS NO BRASIL

Como um arco íris

Difícil ser resiliente