Pular para o conteúdo principal

Eleitores



Um sujeito comprou uma geladeira nova e para se livrar da velha, colocou-a em frente à casa com um aviso :
- De graça. Se quiser pode levar.
A geladeira ficou três  dias, sem receber um olhar dos transeuntes. Ele chegou à conclusão que as pessoas não acreditavam na oferta. Parecia bom demais para ser verdade, e ele mudou o aviso:
- Geladeira à venda R$50,00.
No dia seguinte, ela tinha sido roubada!
Cuidado, esse tipo de gente que rouba, vota!

Olhando uma casa para alugar, Paulo perguntou à corretora de imóveis  de que lado era o Norte, porque não queria que o sol o acordasse todas as manhãs.
A corretora lhe perguntou: O sol nasce no Norte?
Paulo então lhe explicou que o sol nasce no Leste (aliás, há um bom tempo isso acontece).
A corretora lhe replicou : Não me mantenho informada a respeito desse tipo de coisa.
Ela ( a corretora) também vota!

Certo cliente liga para o suporte técnico num centro de atendimento ao cliente em Manaus. Quando o funcionário atende ele então pergunta :
- Qual o horário de funcionamento do centro?
O atendente lhe responde :
- Este número que o o senhor ligou funciona 24 horas por dia, 7 dias na semana.
O cliente pergunta :
- Horário de Manaus ou de Brasília?
O atendendente responde :
- Horário de Manaus.
Ele (o atendente) também vota!

Estava outro dia em um almoço de negócios com alguns amigos, quando ouvi o comentário entre duas secretárias a respeito de queimaduras de sol da última viagem ao litoral de Recife.
Uma delas disse :
- Estava num conversível, nem pensei que ficaria queimada, pois o carro estava em movimento.
A secretária também vota!

Minha cunhada tem uma ferramenta salva-vidas no seu carro, projetada para cortar o cinto de segurança, se ela ficar presa em caso de acidente.
Ela guarda a ferramenta no porta-malas!
Minha cunhada também vota !

Carlos e Antonio foram comprar cerveja para uma festa, e notaram que a compra do engradado tinha 10% de desconto. Como a festa era grande resolveram então comprar 2 engradados.
O caixa então, multiplicou 10% por 2 e deu um desconto de 20%.
Ele (o caixa) também vota!
OBS : Quem ACEITOU os 20% de desconto, também vota!

Na minha última viagem ao RJ, aeroporto Santos Dumont, não conseguia achar minhas bagagens. Dirigi-me então ao setor de bagagens extraviadas, disse à funcionária que minhas malas não haviam aparecido na esteira.
Ela sorriu e disse :
- Não se preocupe, você está em boas mãos. Somente me informe se o seu avião já chegou.
Ela também vota!

Esperando para ser atendido em uma pizzaria de Brasília, ouvi um cavalheiro bem trajado pedir uma pizza para viagem.
Ele estava sozinho. O atendente perguntou-lhe :
- O senhor prefere a pizza cortada em 4 ou 6 pedaços.
Ele pensou um pouco e respondeu :
- Corte em 4 pedaços. Não estou com muita fome para comer 6 pedaços.
Ele também vota!

Esta é a melhor.
Estava com um grupo de amigos, passeando pela Esplanada dos Ministérios, quando um dos meus amigos ao ver uma jovem com uma argola no nariz atrelada por meio de uma corrente ao brinco na orelha.
Ele admirado pergunta:
- Será que cada vez que ela move a cabeça não toma um puxão na orelha?
Expliquei a ele que o nariz e a orelha de uma pessoa permanecem à mesma distância, independente da pessoa virar a cabeça ou não.
Meu amigo também vota!

Agora você já sabe QUEM elege os políticos brasileiros!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUILOMBOS E REVOLTAS ESCRAVAS NO BRASIL

A formação de grupos de escravos se deu em toda parte do Novo Mundo onde houve escravidão, os quilombos variavam de tamanho, lugar e importância, o quilombo dos Palmares sobrepôs por sua fama, devido sua resistência os números dos que habitaram lá foi consideravelmente aumentado para justificar as derrotas, um reduto onde negros de várias etnias se reuniram, onde havia a prática comércio, uma hierarquia social de guerra. Com o seu fim, jamais houve no Brasil um quilombo tão grande como Palmares. Muitos dos quilombos não eram tão longe das cidades e das grandes fazendas onde mantinham relações comerciais e de parentesco, muitos escravos se abrigavam em propriedades de plantio, ou eram seduzidos a fugir para formar pequenos quilombos para plantação, principalmente de mandioca onde atravessadores compravam o produto por um preço abaixo do mercado, muito deles assaltavam viajantes, seqüestravam, caçavam, plantavam, colhiam ou trabalhavam em minas para depois trocarem por di…

Como um arco íris

Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças. Eclesiastes 9.10
Se devemos viver separados do mundo, como va­mos executar corretamente as tarefas seculares, comuns da vida, uma vez que os homens só fazem direito aquilo que fazem com vontade? Se nosso coração está repleto de coisas celestiais, como obedeceremos a este outro mandamento igualmente divino: "Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças"? Eles se harmonizam perfeitamente. O homem que se coloca entre o mundo celestial e o terreno está liga­do a ambos; ele não se parece com a flor, que brota do pó e para lá retorna; nem com a estrela, que brilhando muito longe da esfera terrena, pertence totalmente aos céus. Em vez disso, nosso coração pode ser ligado ao arco-íris que, alçando-se ao céu mas repousando na ter­ra, relaciona-se tanto com o solo dos vales quanto com as nuvens do céu.
Guthrie

Difícil ser resiliente

Tem horas que a alma é dominada pela preocupação, uma carga de responsabilidade pesa sobre os ombros, dando demonstrações que nunca vai findar. Sendo péssima a sensação de perca do controle das reações. Quando caímos em si, já escorregou pelas mãos toda a razão.
Com feroz força todo arrependimento do mundo toma conta do pensamento, e os questionamentos não cessam acerca do que era para ser feito e o que deveria deixar de fazer. No ambiente envolta os objetos fazem barulhos desconcertantes com o único objetivo de irritar, tirar o foco, retirar um pouco de sua paciência. Paciência, sim, é o que mais precisamos e menos temos. O corpo reage o que sente a alma, dores aparecem, a cabeça parece que vai explodir e o estômago fica embrulhado, a pele engrossa e rejeita tudo que lhe toca. Nada coopera para que alguma coisa melhore. Olhamos para trás vemos só arrependimentos, erguemos o olhar para o futuro apenas dúvidas e incertezas, e no presente o sentimento é inutilidade, ignorância, sem direção …