O Olhar

       
           A vida exige paciência, pois nem tudo se processa conforme desejamos, são vários momentos recheados de contratempos, reveses acontecem de uma hora para outra. Diante de tais situações procuramos de diversas formas nos sobrepor as adversidades e vencê-las. E quando encontramos em alguém o suficiente para encher os olhos de alegria, aprendemos que os olhos não servem apenas para as lágrimas saltarem, também são reflexos do encanto que podemos enxergar em quem amamos.
         O olhar se mostra único, possuidor de uma capacidade ímpar, diante da qual não tem como de modo algum resistir. Simplesmente não conseguimos ocultar no olhar a admiração e apreço que cultivamos por outrem. Podemos talvez disfarçar nas palavras, evitar revelar nos gestos, procurar esconder o coração. No entanto os olhos traduzem em forma de brilho, alegria e ternura todo o sentimento embutido. Eles dizem tudo que queremos e não temos coragem de expressar. 
         Do mesmo modo, consideramos ser possível camuflar a tristeza de tantas maneiras, falsos sorrisos, certa aparência de felicidade, contudo, por mais que tentemos, não nos esquivaremos da nítida expressão vazia que mostrará o nosso olhar. Já nos fora dito: “os olhos são a candeia do corpo”. Muito acesa ou quase apagada, a luz que temos nos nossos olhos revelará a real situação que nos encontramos.
(Joaquim Queiroz)

Comentários

  1. Verdade amigo. O olhar diz o que está em nós sem o uso da palavra!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

QUILOMBOS E REVOLTAS ESCRAVAS NO BRASIL

Como um arco íris

Difícil ser resiliente