LOUCURA

   Não sei por que estou me sentindo frio, parece que perdi minha capacidade de raciocínio. Ando vendo coisas que não sei se é fruto de uma ilusão ou minha mente queira aceitar apenas como uma miragem.
   Nas minhas vagueações ligo a televisão, o noticiário informa mortes, desastres naturais, violência, corrupção, a inoperância do Estado. Desligo a TV, abro o jornal, mas as notícias não variam, se pudesse espremer sangue sairia. Indignado me dirijo para o computador, faço uma visita as principais redes sociais e encontro relatos de pessoas egoístas que se preocupam apenas com sua felicidade não dando a mínima para o bem comum, avessos aos problemas sociais. Em seus comentários valorizam uma vida cheia de status, regada por muito dinheiro e pelos prazeres que este pode oferecer.
   Revoltado resolvo sair de casa, e nas ruas está o reflexo da podridão humana. O que antes era temido, hoje não há vergonha alguma de ser revelado. Em defesa de uma liberdade múltipla, o que se chamava de família tem outros conceitos.
   Quisera que  fosse apenas loucura da minha mente tais visões, mas o que mais me entristece é saber que a loucura é do mundo.

Por Joaquim Queiroz

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUILOMBOS E REVOLTAS ESCRAVAS NO BRASIL

Como um arco íris

Difícil ser resiliente