Refutações Bíblicas do "Evangelho da Prosperidade"


Heresia segundo a qual o crente "deve ser rico", “sempre ter saúde”, senão não está abençoado.. Dizem que por ser filho de Deus, temos o "direito" de termos o que quisermos! 



Vejamos as refutações bíblicas:
      
1.    Salomão não pediu riquezas... 1 Rs 3.9
2.    O mendigo Lázaro era salvo, porém... Lc 16.20-23
3.    Jesus não tinha onde reclinar a cabeça: Mt 8.20
4.    Paulo viveu em constante pobreza: Fp 4.11
5.    Porque Jesus pediu ao rico para desfazer-se dos bens? Lc 18.22
6.    Os que querem ficar ricos caem em tentações: 1 Tm 6.9
7.    Não podemos servir a Deus e as riquezas: Lc 16.13
8.    Igreja Apostólica não tinha membros que se diferenciassem entre si nas posses: At 2.44-45
9.    A recomendação para  os  discípulos:  não  ter  2  túnicas...Mt 10.9-10
10.A pobreza como honra ("o irmão de condição humilde"... Tg 1.9)
11.A oração que não é atendida: para gastar no luxo: Tg 4.3
12."Transformação dos elementos?". Onde? Na Bíblia? A alquimia  é uma forma de feitiçaria! Ex 22.18, Ap 21.8
13.Na oração do Pai Nosso não há indicação de  pedirmos  além  do necessário ("de cada dia..." Mt 6.11)
14.A colheita de cem por um é de natureza espiritual! Mt 13.23
15.A Bíblia exorta a procurar os melhores dons (1  Co  12.31),  a buscar a Deus e Seu Reino (Is 55.6, Mt 6.33), etc. Não há  passagem recomendando o acúmulo de bens (veja Pv 30.8-9, Sl 62.10,  1ì Tm 6.8)
16.O servo de Eliseu pegou lepra pela cobiça... 2 Rs 5.20-27
17.Cobiça como pecado: Lc 12.15-21, 1 Jo 2.16
18."Não amar as coisas do mundo", significa não desejá-las!1  Jo .15
19."Não ajunteis tesouro na terra..." Mt 6.19
20.José e Maria eram humildes. Sua oferta de sacrifício no templo foi um par de rolas (Lc 2.22-24), a mais simples oferta (veja  Lv 12.6-8)
21.A fascinação da riqueza sufoca o  crescimento  espiritual Mc 4.19
22.O amor ás riquezas, raiz dos males 1 Tm 6.10
23.Riqueza como serviço: 1 Tm 6.17-19
24.Pedro e João não tinham oferta para dar ao paralítico: At 3.6
25.Transitoriedade e vaidade (Pv 23.5, Ec 2.18, 5.10)
26.Pobres no mundo, mas ricos para Deus (Tg 2.5)
27.Moisés abandonou sua riqueza e "status", para servir a Deus  e ao Seu povo Hb 11.24-26
28.Prosperidade como resultado da obediência, e não  dos  "direitos": Dt 7.12-13, 11.13-15, etc.
29.A cobiça levou o povo de Israel a desobedecer e ser  derrotado: Js 7.1-26
30.Deus usou Gideäo, da família mais pobre de Manassés, para  libertar Israel: Jz 6.15
31.Jó, um justo, passou por um período de pobreza total: Jó 1.9-12
32."Ganhar o mundo inteiro" ou "perder sua alma"? (Mc 8.36). Veja também Lc 12.34
33.Qual o objetivo do evangelho? Prosperidade ou  salvação?  Veja Jo 20.31

Comentários

  1. Realmente,essa Teologia da Prosperidade é uma falácia degradante. Nesses seguimentos religiosos, há pessoas a dezenas de anos em extrema pobreza, e não passam da vida constante de escassez material. Só enchem os cofres dos "Edis Macedos" da vida.

    ResponderExcluir
  2. OLA MEU CARO AMIGO TUDO BEM ESTOU ME FORMANDO EM BACHAREL EM TEOLOGIA E TAVA PRECISANDO DE MATERIAL A RESPEITO DE MINISTERIO PASTORAL SE PUDER ME AJUDAR AGRADEÇO UM GRANDE ABRAÇO PB. MARCOS JOSÉ DOS SANTOS

    SE PUDER AJUDAR MANDE PARA

    marcosjose1978@hotmail.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

QUILOMBOS E REVOLTAS ESCRAVAS NO BRASIL

Como um arco íris

Difícil ser resiliente