Fé gloriosa

Pela fé Abraão, sendo chamado, obedeceu, indo para um lugar que havia de receber por herança.
Hebreus 11.8



Para onde se encaminhava, não sabia; era-lhe sufi­ciente saber que seguia com Deus. Ele sabia pouco acer­ca das promessas, mas conhecia aquEle que fazia as promessas. Ele não ficou olhando para as dificuldades da sua sorte, mas para o Rei - eterno, imortal, invisível, o único Deus sábio, que se dignou a mostrar-lhe o percurso e, com certeza, iria honrar sua palavra.
Oh, fé gloriosa! Este é teu trabalho; estas, as tuas possibilidades: satisfação em navegar sob ordens segu­ras, por causa de uma confiança inabalável no amor e na sabedoria do Senhor, o Grande Almirante; disposi­ção para levantar, deixar tudo e seguir a Cristo, por causa da grata certeza de que o melhor do mundo não é comparável ao ínfimo do Céu.

(F. B. Meyer)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUILOMBOS E REVOLTAS ESCRAVAS NO BRASIL

Como um arco íris

Difícil ser resiliente