Os detalhes do Mestre

Levantou-se da ceia, tirou os vestidos e, tomando uma toalha, cingiu-se. Depois deitou água numa bacia, e começou a lavar os pés aos discípulos, e a enxugar-lhos com a toalha com que estava cingido. (João 13.4,5)


As ações são comuns e simples porque, em geral, expressam as idéias comuns e simples dos homens. Não vamos acusar as ações que perfazem nossa vida diária, considerando-as insignificantes, mas acusar nossa alma desprezível que se revela tão indigna por meio dessas ações. O mesmo ato pode crescer, passando por todos os estágios intermediários, desde a mais profunda in­dignidade até um grau transcendente de excelência, de acordo com a alma que se manifesta através dele. Uma das finalidades gloriosas da encarnação de nosso Se­nhor era que Ele nos propiciasse com os detalhes da vida, de modo que não os desdenhássemos, considerando-os insignificantes, mas desdenhando, em lugar disso, a nós mesmos, por sermos incapazes de fazer com que esses detalhes sejam intérpretes de uma natu­reza nobre. Que vejamos com paixão e gratidão os de­talhes da vida diária, percebendo a marca santificadora da mão de Jesus em cada um deles!

(George Bowen)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUILOMBOS E REVOLTAS ESCRAVAS NO BRASIL

Como um arco íris

Difícil ser resiliente