Explicações?

        


       Não, não tem explicação, se procurarmos racionalizar tudo o que contribuiu para que estivéssemos juntos, vamos simplesmente nos cansar, pois com toda certeza ninguém jamais imaginaria algo assim, nossa união, comunhão e amor, tudo tão lindo! Ás vezes fico me perguntando; Como chegamos até aqui? Tudo só poderia ter sido arquitetado lá no céu.
        No começo foi tudo tão difícil, a distância, trabalho, estudos... A expressão de espanto e incredulidade era geral quando contava que namorava com uma garota que morava a 300 km, e que a média em que nos víamos era de 3 em 3 meses. No meio dessas lutas e limites, noivamos e nos casamos.  Neste momento nem consigo acreditar que desde o dia em que te conheci ao atual momento  já estamos caminhando juntos faz sete anos e indo como muita alegria para o oitavo.
        O que parecia surreal é uma história bem viva e marcante. As evidências iniciais nunca indicariam que estaríamos como estamos hoje. Dia após dia, causas e motivos foram existindo, e cada um deles nos levando a ficarmos um ligado ao outro. Ao narrar nossa trajetória, percebo que tudo é incomum, foge do trivial, mesmo mundos tão diferentes, resultou em um coração perfeito um para o outro. O amor foi levando ao amor como houvesse uma chama entre nós, não qualquer uma, mas sabe aquela que ao mesmo tempo que queima, conserva, aquieta e é incendiante.
        Explicações? Sim, há respostas, podemos não ter para tudo, mas temos as suficientes que nos mantém convictos do que sentimos. E nada melhor do que contar com a benção de Deus, a aprovação dos pais, a amizade de amigos e irmãos. São eles a testemunha da nossa história. 


“Quando se sonha sozinho é apenas um sonho. Quando se sonha juntos é o começo da realidade”. [Miguel de Cervantes]

(Joaquim Queiroz)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUILOMBOS E REVOLTAS ESCRAVAS NO BRASIL

Como um arco íris

Difícil ser resiliente