O exemplo de Abraão

"A fé olha para além das riquezas deste mundo, contemplando as promessas superiores que Deus lhe reserva" (Allen P. Ross, in loc)


O capítulo quartoze do Gênesis nos relata a Guerra dos Reis. O rei de Sodoma pagava tributos a Quedorlaomer, rei de Elão, após doze anos de pagamentos rebelou-se, e fez uma aliança com outros quatro reis da região para vencê-lo. Todavia o rei de Elão fez também aliança com mais três reis vizinhos e saiu vitorioso. Só que Ló sobrinho de Abraão que vivia em Sodoma fora levado cativo, sabendo disto Abraão reuniu uma pequena força de milicianos, trezentos e dezoito homens, e como general liderou aquela batalha. Venceu os cinco reis os perseguiu até as proximidades de Damasco. Após recuperar Ló e toda a sua fazenda, se apresenta a Abraão o rei de Sodoma querendo repartir o despojo. Mas Abraão que sabia da iniqüidade que reinava em Sodoma, não quis ter parte alguma com o rei sodomita, o relato bíblico nos mostra que atitude Abraão tomou: “Levantei minha mão ao SENHOR, o Deus Altíssimo, o Possuidor dos céus e da terra, e juro que desde um fio até a correia dum sapato, não tomarei coisa alguma de tudo o que é teu; para que não digas: Eu enriqueci Abraão;” (Gn 14.22,23)

Meus amados, que exemplo nos dá o patriarca Abraão, recusou as riquezas de Sodoma, poderia muito ficar com elas, pois foi ele que derrotou os reis, mas confiou na benção do Senhor. Como dói ver que alguns transgridem na fé aceitando fazer negócios com o rei de Sodoma. A igreja do Senhor não necessita de novos métodos, campanhas, inovações para ser vitoriosa, já contamos com a benção do Senhor sobre as nossas vidas, repudiemos, pois qualquer fio ou correia que venha de Sodoma, para que não digam que a igreja cresce ou prospera por meio de ações dos homens, confiemos no Senhor, Ele cuida dos seus, (Sl 37.25; 40.17; I Pe 5.7; Mt 16.18)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUILOMBOS E REVOLTAS ESCRAVAS NO BRASIL

A ENTRADA DA IGREJA NOS CÉUS

Como um arco íris