Voto, segundo a Bíblia

Introdução: O desejo de Deus é que o homem esteja mais próximo dele,por isso se tem diversos meios de se conseguir,um deles é fazendo voto e pagando,senão peca. 

Oferece a Deus sacrifício de louvor e paga ao altíssimo os votos, Salmos 50.14 
A ti,ó Deus, espera o louvor em Sião, e a ti se pagará o voto, Salmos 65.1.
Fazei votos e pagai ao Senhor, vosso Deus; tragam presentes, os que estão em redor dele, àquele que é tremendo, Salmos 76.11. 
Melhor é que não votes do que votes e não pagues, Ecles.5.5. 

O que é voto? 
A raiz tem a conotação do ato de verbalmente consagrar a Deus, isto é.fazer o voto de realizar algo(Gen.28.20), de fazer uma oferta (Lv.27) ou de abster-se de fazer alguma coisa (Salmos l32.2).
Na Bíblia “ voto” é sempre à deidade, jamais uma promessa de uma pessoa a outra. Os votos eram atos acessórios de devoção e amor feitos quer antes (Salmos 50.l4), quer depois da bênção divina (Salmos 116.17-18). Eram acompanhados de alegria (Naum 1.15) e ou Cânticos (Salmos 61.8-9) e só eram aceitáveis se o ofertante não estivesse acalentando iniqüidade em seu coração (Salmos 66.18; Pv 7.14). 

SERIEDADE DOS VOTOS: 
Não era considerado pecado deixar de fazer voto. Deut. 23.22 
Fazer o voto e não pagá-lo era pecado. Deut. 23.21 
Ninguém podia votar a Deus o que não lhe pertencesse. Lev.27.26-30 
Voto de abstinência (Nazireado). Num 6.1-8. 

SIGAMOS O EXEMPLOS 
JACÓ .........................GEN 28.20-22; 35.1-3,7 
ANA...........................1º SAMUEL 1.11, 20-28 
JONAS.........................JONAS 2.9 VOTOS 

NÃO ACONSELHADOS: 
JEFTÉ.........................JUIZES 11.30 e ss 
SAUL..........................1º SAMUEL 14.24 e ss

Comentários

  1. É Joaquim mas,no Novo Testamento, Jesus ensinou que o ideal é não fazermos juramentos ou promessas: “Também ouvistes que foi dito aos antigos: Não jurarás falso, mas cumprirás rigorosamente para com o Senhor os teus juramentos. Eu, porém, vos digo: de modo algum jureis; nem pelo céu, por ser o trono de Deus; nem pela terra, por ser estrado de seus pés; nem por Jerusalém, por ser cidade do grande Rei; nem jures pela tua cabeça, porque não podes tornar um cabelo branco ou preto.” Mateus 5:33-36. E orienta que a nossa palavra seja sim, sim; não, não (verso 37). Por Isso devemos ter cuidado com o voto, na verdade a nossa relação intima com Deus não depende do voto, mas sim apenas de nossa gratidão pela salvação e pelo o amor de seu filho Jesus Cristo.

    ResponderExcluir
  2. . Devemos ter cuidado com esse conceito de voto, e analisarmos o que Jesus disse. E eu também sou membro da Assembleia de Deus de Alagoas

    ResponderExcluir
  3. joaquim bom dia me tira uma dúvida pode acontecer, que eu faça um voto por algo mas o que estou buscando não seja exatamente o que Deus deseje para mim e isso não acontecer ou o voto move a vontade de Deus para com o meu Desejo?

    ResponderExcluir
  4. Cara Rosimeire, tudo que contraria a vontade de DEUS, não é de DEUS, e nada poder ser maior e melhor do que a vontade de DEUS em nossas vidas.

    ResponderExcluir
  5. Muito esclarecedor esse estudo, fui edificado... Aqui vai minha opinião.. Eu creio que Jesus não estava combatendo o compromisso, mas a mentira.

    abração!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

QUILOMBOS E REVOLTAS ESCRAVAS NO BRASIL

Como um arco íris

Difícil ser resiliente