Há uma melodia

Em meu coração há uma melodia,
Um segredo que minha alma deleita esconder-se;
Um tesouro digno de cântico.
Gratos são os pensamentos, entregues totalmente a ti,
Faz-me te amar, como eu deveria amar-te.
Sob tuas vistas e conselhos prossigo,
Por ti pleiteio meus temores;
Tenciono chegar a ti, isto o amor ousa fazer.
Minha mente e alma concordam,
Fazem músicas como nunca antes;
No regaço do teu amor, as canto;
Operastes em mim um bem permanente,
Refulgente graciosidade, quão seguro sinto-me;
Abrandas dores e queixas, o presente se torna eterno.
Desconheço algo tão justo, como o sorriso de teu rosto.
Aproxima-te, pois tudo preenches,
Eis o desejo expresso, que tremula no peito.
Nada de retenções, vivenciemos, pois isto!
Porém nada será tão bom quando estiveres próximo.
Tomemos nossos lugares, lancemos á nossas conquistas.
Não conte as horas de alegrias, simplesmente alegremo-nos
E a cada pulsar do coração que sentimos, deixemos sentir uma vez mais.
(Joaquim Queiroz)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUILOMBOS E REVOLTAS ESCRAVAS NO BRASIL

Como um arco íris

Difícil ser resiliente