Cuidado!


O pecado, tomando ocasião pelo mandamento, me enganou, e por ele me matou. (Romanos 7.11)

Cristão, cuida-te para não fazeres pouco do peca­do. Toma cuidado para não caíres aos poucos. O peca­do, um detalhe? Não é um veneno? Quem conhece seus efeitos mortais? O pecado, um detalhe? As raposinhas não estragam as uvas? Não é verdade que o pequeno coral forma uma rocha que destrói uma armada? Peque­nos golpes não abatem grandes carvalhos? Pequenos pingos d'água não desgastam pedras? O pecado, um detalhe? Foi o que feriu a cabeça do Redentor com espinhos e lhe dilacerou o coração! Foi o que o fez sofrer angústia, amargura e pesar. Se pudesses medir o menor dos pecados com a régua da eternidade, fugirias dele como de uma serpente, e abominarias a mais leve aparência do mal. Considera cada pecado como se fos­se o que crucificou o Salvador, e verás que ele é "exces­sivamente pecaminoso".

(C. Spurgeon)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUILOMBOS E REVOLTAS ESCRAVAS NO BRASIL

A ENTRADA DA IGREJA NOS CÉUS

Como um arco íris