Esperamos


Esperamos crescer para podermos realizar e, com o tempo os sonhos vão ficando pelo caminho. Então, esperamos ser crianças novamente para podermos brincar. Ficamos à espera que os anos cheguem para que mudanças necessárias sejam realizadas. Novos tempos, mas não tomamos novas decisões. Aí esperamos sempre pelo amanhã e dispensamos as oportunidades de um dia que ainda não terminou.


Esperamos que as pessoas esqueçam os nossos erros, mas os nossos pedidos de perdão são adiados. Esperamos aplausos após nossas conquistas, mas economizamos elogios ao próximo. Esperamos que surjam capacidades para tentarmos fazer algo. Esperamos simpatia, mas não concedemos um aperto de mão ou simplesmente um “bom dia”. Preferimos suprir primeiro o nosso ego para depois olharmos para quem está ao nosso redor.

Esperamos pessoas perfeitas e esquecemos das nossas imperfeições. Desejamos receber um abraço, mas não tomamos a iniciativa de concedê-los. Que milagres aconteçam, mesmo sem acreditarmos neles. Aconteçam  momentos  inesquecíveis, mas não os vivemos intensamente.

Esperamos apenas bons motivos para podermos agradecer. Ser felizes para fazermos alguém feliz. Infelizmente, esperamos as perdas para podermos valorizar algo. As lágrimas rolarem novamente para começarmos a aprender com os erros. Esperamos a saudade chegar para lembrarmos o quanto alguém é importante. Até para demonstrar o nosso amor apenas quando houver merecimento.

Esperamos a velhice para vivermos totalmente para Deus.
E, ao fim, esperamos que o tempo volte para podermos fazer tudo diferente.


(Ary Gabriel)

Comentários

Postagens mais visitadas