JESUS CRISTO: Referencial Absoluto para Hoje

Introdução:
Vivemos dias de grandes inquietações com respeito ao Cristianismo. O que é ser cristão? Não é fácil responder a esta pergunta.
O que Cristo faz? O que devemos esperar dele afinal?
Quais são a referencias para descobrirmos se os pregadores falam do Cristo dos evangelhos ou de um Cristo fabricado nas mentes perversas daqueles que se vestem de ovelhas, mas são lobos?!

Transição:
Nesta oportunidade gostaria de refletir com a igreja sobre dois temas que nos ajudaram a entender os dias atuais com respeito à pessoa de Jesus Cristo.

II.       O Jesus que eu quero é o Jesus que já veio?
A.    Quem era João Batista
1.  A voz que preparou o caminho do Senhor
2.   Homem humilde, corajoso que coloca a vida a serviço do reino.
B.     As circunstâncias de João Batista
1.      Preso por Herodes na fortaleza de Macário no Mar Morto.
C.     O que esperava João Batista de Jesus?
1.      Você é o Messias que deveria ter vindo? Ele esperava que Jesus fosse mais categórico quanto ao seu papel como Messias.
2.      Esperava ainda que Jesus pudesse livra-lo da prisão com um ato de poder de sua parte. "Devemos esperar outro", indica que a paciência de João estava no fim.
D.    Esta experiência de João Batista nos leva a refletir sobre alguns pontos do cristianismo moderno.
1.      Existe um Jesus que o povo quer. Quais são as características deste Jesus?
·        Cura todas as doenças e enfermidades.
·        Oferece livramento para todas a dificuldades no casamento, família.
·        Concede todos os bens materiais, desde casas, carros, empregos, etc.
2.      Este Jesus que satisfaz todos os desejos, caprichos, decretos não existe. Certamente este Jesus pregado em muitos púlpitos, TV, radio, não é o Jesus revelado nos evangelhos.


II.       O Jesus que já veio é o Jesus que eu quero?
A. Quem era o Jesus dos Evangelhos?
1.      Humilde que nasce na manjedoura.
2.      Humilde que vive de favores dos outros.
3.      Humilde em declarar que estava simplesmente fazendo a vontade de Deus.
4.      Humilde em morrer na cruz.
B. Cumpria ele as promessas a seu respeito?
1.      Os cegos vêem
2.      Os coxos andam
3.      Os leprosos são purificados
4.      Os surdos ouvem
5.      Os mortos são ressuscitados
6.      Os pobres ouvem o evangelho
C. O que ele realiza, satisfaz as nossas necessidades?
1.      Todas as obras mencionadas estão relacionadas com a misericórdia de Deus e não com a demonstração de poder que os judeus esperam do Messias que viria.
2.      A inclusão dos pobres é sinal de que o reino é para todos.
D. Podemos refletir ainda mais sobre esta história de João Batista:
1.      O Jesus que poucos estão buscando é o Jesus histórico dos evangelhos.
2.      O Jesus que devemos crer e pregar realiza em primeiro lugar a sua vontade e não a nossa.
3.      O Jesus que devemos seguir é o Jesus crucificado no Calvário que exige dos seus seguidores que cada leve a sua cruz, que cada um morra a cada dia para o mundo e viva para Deus.

Conclusão:
O que passar disso não é cristianismo e sim ilusão, engano, falsificação.
Note que no dia do grande julgamento as obras de Cristo serão referenciais para o julgamento. Aos que não se alinharam com Cristo ele dirá: "Apartai-vos de mim, malditos, preparado para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos".

O Cristo que já veio é o que Cristo que você tem no coração?
(A.C. Barros)

Comentários

Postagens mais visitadas