Coração avariado


Tais palavras são aqui grafadas sobre mil aflições, nunca que pensei sofrer, mas tua partida trouxe a minha feição tristeza jamais sentida.
Tenho passado grande incômodo que transpassa a alma. Garganta, boca e olhos se apertam e marejam. Não há quem me veja que não sinta compaixão.



De noite não posso dormir mais do que poucas horas, porque o resto fica-me para pensar-me no lances presentes e futuros da vida.
Digo-te que de grande maneira meu coração se encontra avariado, de sorte que se rasga com qualquer vibração. No atual momento de desventura, apenas tua presença o fará recobrir de vitalidade. Portanto não demora-te a socorrer-me da saudade que está a me consumir.
(Joaquim Queiroz)

Comentários

  1. MENINO TU FECHOU DE BADOQUE.
    LINDO!!!!
    GOSTEI.
    PARABÉNS POETA.

    ResponderExcluir
  2. Você é mais precioso do que todos os tesouros da terra. O meu desejo mais intenso e ardente é ser sua em todos os minutos do dia! Obrigada por tudo, meu poeta! Te amO, BlancO!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

QUILOMBOS E REVOLTAS ESCRAVAS NO BRASIL

Como um arco íris

Difícil ser resiliente