Conhecendo a vontade de Deus

         
           A ignorância da Palavra de Deus é, em geral, uma doença auto-imposta, à qual nós nos entregamos porque achamos que não temos qualquer obrigação de obedecer.
       Vou deixar bem claro: Somos responsáveis por obedecer aos comandos de Deus, mesmo que não os conheçamos (ver Lv. 5:17 para mais entendimento sobre este assunto).

       Aqui estão algumas direções de Deus e que são, certamente, Sua vontade para nossas vidas:

       1. Sabemos com certeza que a vontade de Deus é que creiamos nEle, que confiemos em Cristo como nosso Senhor e que O façamos Senhor sobre cada área de nossas vidas, completamente rendidos a Ele. Se apenas submetermos a Ele partes da nossa vida, estaremos admitindo que não O recebemos como Senhor.

       2. Sabemos com certeza que, uma vez encontrado Cristo, não devemos mais viver da mesma forma. "Vá e não peques mais", Jesus disse. E em 1 João 2:1 diz: "Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo para que não pequeis". A vontade de Deus é que sejamos livres do pecado, não livres para pecar.

       3. Sabemos com certeza que é vontade de Deus que amemos uns aos outros. "Este é o meu mandamento: que amem uns aos outros", disse Jesus. Jesus também falou que, assim como o Pai perdoa os nossos pecados, devemos perdoar aqueles que pecaram contra nós. O perdão não é uma opção! Peço novamente que você interrompa esta leitura, pegue sua Bíblia, leia Mateus 6:14-15 e entenda o que o texto diz sobre o amor verdadeiro!

       4. Sabemos com certeza que é da vontade de Deus que sejamos honestos. "Vocês não devem dar falso testemunho", diz a Bíblia, complementando essa exortação com o próprio Deus falando pelos seus servos: "Odeio e detesto a falsidade, mas amo a tua lei" (Salmos 119:163); "os justos odeiam o que é falso" (Provérbios 13:5); "cada um de vocês deve abandonar a mentira" (Efésios 4:25); e, ainda, "não mintam uns aos outros" (Cl 3:9). Mentir é pecado que a maioria dos cristãos comete de vez em quando. Nós damos desculpas ou mentimos para deixar de fazer algo ou de ir a algum lugar.

       5.  Sabemos com certeza que é a vontade de Deus que sejamos testemunhas de Cristo. "Vocês serão minhas testemunhas", Jesus disse (Atos 1:8). E ainda: "Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda criatura." (Marcos 16:15). Isto é um mandamento!

       6.  Sabemos com certeza que é a vontade de Deus não termos relações sexuais fora do casamento. "Não adulterarás" (Êxodo 20); "A vontade de Deus é que vocês sejam santificados: abstenham-se da imoralidade sexual." (1 Ts 4:3); "pois aos fornicadores e adúlteros Deus os julgará" (Hebreus 13:4); e, "O corpo, porém, não é para a imoralidade, mas para o Senhor, e o Senhor para o corpo... não sabem que o corpo de vocês é santuário do Espírito Santo que habita em vós... e que vocês não são de si mesmos?" (1 Co 6:13,19).

       7.   Sabemos com certeza que é a vontade de Deus que não O profanemos ou O desonremos com nossas palavras: "Não tomarás em vão o nome do SENHOR, o teu Deus, pois o SENHOR não deixará impune quem tomar o seu nome em vão..." (Êxodo 20:7).

       8. Sabemos com certeza que é a vontade de Deus que não façamos nada que não seja legal para nós, ou mesma pegarmos o que não seja legalmente nosso. “Não furtarás... Não cobiçarás." (Êxodo 20:15,17)


       Se estudássemos a Palavra de Deus, descobriríamos Sua vontade muito rapidamente sobre estas e sobre outras questões que Ele deixou bastante claras para cada um de nós. Estes mandamentos de Deus nos foram dados para nos proteger e para nos fornecer a vida mais abundante possível. Estes mandamentos existem porque Deus nos ama. Satanás quer que negligenciemos estes mandamentos de Deus a fim de que soframos as suas conseqüências, pois ele nos odeia.
(Rebecca Brown e Daniel Yonder)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUILOMBOS E REVOLTAS ESCRAVAS NO BRASIL

A ENTRADA DA IGREJA NOS CÉUS

Como um arco íris