CARACTERÍSTICA DE UMA FAMÍLIA UNIDA


De Gilson Bifano

O diálogo é mais importante quando um casamento passa por problemas. “Viver em uma família unida e saudável”, este foi o desejo de muitas pessoas entrevistadas por uma agência de pesquisa de opinião, da cidade de S. Paulo. Numa outra pesquisa, esta feita nos EUA, com três mil famílias estáveis e unidas, os pesquisadores descobriram sete características comuns presentes nessas famílias.
Apreciação mútua: Famílias unidas e saudáveis cultivam a apreciação entre os seus membros. Então, o segredo para cultivar uma saúde familiar é elogiar sempre. Nunca perder uma oportunidade para elogiar e enaltecer o cônjuge, os filhos, irmãos e pais. “O princípio mais profundo da natureza humana é o anelo de ser apreciado”, escreveu William James.
Capacidade para resolverem juntos os conflitos: Os conflitos, em qualquer relação humana, são inevitáveis. A grande questão é saber identificar e resolvê-los de uma maneira em que todos saiam vencedores. Muitas vezes, famílias se tornam frágeis e problemáticas porque na resolução de um conflito, há perdedores e vencedores.
Comunicação aberta: Numa família unida, a comunicação é valorizada. Os assuntos são conversados sem tabus, os sentimentos são externados sem rancor. Não há acusações ou críticas. Os cônjuges sentem liberdade para exporem suas idéias e sentimentos. Pais conversam com os filhos livremente.
Compromisso mútuo: Numa família saudável, há um forte sentimento de compromisso entre os seus membros. Os cônjuges sentem-se compromissados pelo bem-estar e crescimento um do outro. Os pais sentem-se compromissados com o crescimento integral dos filhos e assim por diante.
Dedicação de tempo: Famílias unidas e competentes investem tempo e energia na construção e manutenção de um relacionamento construtivo. Os cônjuges conversam mais entre si, os pais brincam mais com os filhos, há mais caminhadas de mãos dadas. Há quantidade e qualidade de dedicação de tempo.
Compartilhamento de tradições: Famílias saudáveis valorizam os almoços à mesa, as férias são momentos inesquecíveis, os aniversários, mesmo com simplicidade, são comemorados. Os dias festivos são lembrados e vividos intensamente, a participação nos cultos torna-se importante. “Essas tradições, pequenas e grandes, são o que estreita os nossos laços, nos renovam e nos dão uma identidade enquanto família”, diz Stephen R. Covey.
Compartilhamento da fé: Sabemos que, quando todos os membros de uma família compartilham a fé em Deus, têm a Bíblia como manual de vida e partilham a fé em Jesus, como Salvador, esta passa a ter total condição de ser feliz e saudável.


Que cada um de nós seja responsável pelo cultivo dessas atitudes em nossas famílias. Fazendo isso, estaremos construindo, no novo milênio, famílias que sejam esteio e colunas da sociedade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUILOMBOS E REVOLTAS ESCRAVAS NO BRASIL

A ENTRADA DA IGREJA NOS CÉUS

Como um arco íris