Deus Restaurará Os Seus Anos Consumidos! - Parte 2


Joel Profetiza A Restauração Completa Daqueles Que Se Arrependem.

"Restituir-vos-ei os anos que foram consumidos pelo gafanhoto" (Joel 2:25). A versão da The New American Standard diz: " Vou lhe compensar pelos anos...consumidos."
Esta promessa é incrível! Durante todos estes anos eu havia desejado compensar aqueles anos para Deus, corrigir coisas e Lhe fazer uma restituição! Mas Ele diz: "Errado! Eu vou lhe compensar - por todos aqueles anos em que você foi devastado, desnudado e fustigado pelo diabo. Não há como você possa me reembolsar por nem sequer uma hora do tempo desperdiçado. Ande diante de Mim em retidão, deixe os seus pecados - e Eu compensarei por todas as perdas, sejam elas suas, de sua família, ou Minhas!"
Aos pecadores arrependidos o Senhor declara: "Não temas...regozija-te e alegra-te, porque o Senhor faz grandes cousas (Joel 2:21). Você não precisa se envergonhar dos seus anos perdidos. Deus vai remover o exército maligno de você; voc ê vai se alimentar e ficar satisfeito. Você não será nunca mais envergonhado! (Joel 2:19-20, 26-27).
Você nasceu para os propósitos eternos dEle. Ele planejou para você uma vida de satisfação, de alegria e de utilidade no Seu reino. Mas aí o pecado entrou, e o plano de Deus para você foi interrompido. O devorador se instalou, e de repente os anos se tornaram inaproveitados, perdidos.
Mas agora em Cristo tudo é novo - até o calendário! O Senhor volta at é o dia em que o gafanhoto chegou, e Ele remove todos aqueles anos perdidos e começa a contar novamente desde o momento em que você se arrependeu! Todas aquelas bên çãos que você perdeu, foram armazenadas! Toda a alegria, a paz, as revelações, o proveito que você acreditava estarem mortos e acabados para sempre, foram na realidade guardados pelo Senhor!
No inferno, os condenados podem ser perseguidos pela visão do que suas vidas poderiam ter sido. Alguns podem ver o que perderam. Mas não é assim que ocorre para os que se arrependem . Tudo será restaurado! Nunca mais precisarão dizer: "Ó, eu perdi tanto! O que eu poderia ter sido? Ó, Deus tinha tanta coisa para mim, mas estraguei tudo!" Não! Deus pode restaurar todas as bênçãos desperdiçadas!
Deus ordenou que houvesse o ano sabático - todo sétimo ano - em Israel (Lev. 25:3-4). O povo devia permitir que a terra repousasse neste sétimo ano. Mas eles ficavam pensando no que iriam comer: "Se disserdes: Que comeremos no ano sétimo, visto que não havemos de semear, nem colher a nossa messe? Então, eu vos darei a minha bênção no sexto ano, para que dê fruto por três anos" (Lev. 25:20-21).
O Senhor da colheita apenas precisava falar e a necessidade era preenchida com abundância. Amado, o mesmo é verdade para todo crente hoje! Deus apenas necessita pronunciar a palavra, e os anos perdidos podem lhe ser restaurados!
Eis como Deus restaura os nossos anos consumidos. Ele produz em nós alegria, revelação, paz e vitória sobrenaturais - bem além de nossas possibilidades humanas! Ele pode realizar mais em nós, por nós e através de nós agora, do que jamais imaginamos.
Podemos colocar-nos em pé hoje, como se nunca houvéssemos pecado, como se não houvéssemos desperdiçado o tempo, como se estivéssemos exatamente aonde estaríamos caso o devorador jamais houvesse chegado! Deus nos recoloca em Sua programação divina. Os Seus planos e propósitos eternos estão exatamente aonde Ele planejou que estivessem. Nada foi perdido!
O Senhor Deus deseja derramar sobre nós todas as bênçãos e alegrias nEle, que foram consumidas antes! Porém, Ele não compensa tudo através de derramamento apenas! Estes derramamentos transformam-se em trasbordamentos! "As eiras se encherão de trigo, e os lagares transbordarão de vinho e de óleo" (Joel 2:24).
Este é o poder que existe no arrependimento. Ele devolve-nos tudo o que gafanhoto destruiu. Deus ressuscita.

                                                                                                                        David Wilkerson

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUILOMBOS E REVOLTAS ESCRAVAS NO BRASIL

Como um arco íris

Difícil ser resiliente