José


Jacó tinha um carinho especial por seu filho José , que tinha sonhos e visões. Isso provocou o ciúme de seus irmãos, que armaram um plano e o venderam como escravo aos midianitas e este foi levado ao Egito. Eles contaram a Jacó que José tinha sido devorado no campo.

Mas o Senhor cuidou de José no Egito, de forma que ele prosperava em tudo que fazia. Deus sempre concedia graça aos olhos dos seus senhores e ele prosperava (Gn34:4;21).

José interpretava sonhos e um dia foi chamado perante Faraó, pois este estava inquieto com um sonho que tinha tido e não havia quem o explicasse.

José interpreta o sonho de faraó:

Gn 41:25-33
"Então disse José a Faraó: O sonho de Faraó é um só. O que Deus há de fazer, notificou-o a Faraó. As sete vacas boas são sete anos, e as sete espigas boas também são sete anos; o sonho é um só. As sete vacas magras e feias que subiam após as primeiras, são sete anos, como as sete espigas miúdas e queimadas do vento oriental: são sete anos de fome. Esta é a palavra que eu disse a Faraó: o que Deus há de fazer mostro-o a Faraó. Vêm sete anos de grande fartura em toda terra do Egito. Depois deles levantar-se-ão sete anos de fome, e toda aquela fartura será esquecida na terra do Egito, e a fome consumirá a terra. Não será conhecida a abundância na terra, por causa daquela fome que seguirá; porquanto será gravíssima. Ora, se o sonho foi duplicado a Faraó, é porque esta coisa é determinada por Deus, e ele brevemente a fará. Portanto, proveja-se agora Faraó de um homem entendido e sábio, e o ponha sobre a terra do Egito."

Vendo que nele habitava o Espírito de Deus, Faraó o coloca como governador de toda a terra do Egito, revestindo-o de autoridade e privilégios. (Gn41:38-40)

Tudo isso foi parte de um plano de Deus. José , como autoridade sobre toda a terra do Egito, manda buscar seu Pai Israel e todos o seus para lá habitarem com segurança e fartura.

Gn 46:3-4
"E Deus disse: Eu sou Deus, o Deus de teu pai; não temas descer para o Egito; porque eu te farei ali uma grande nação. Eu descerei contigo para o Egito, e certamente te farei tornar a subir; e José porá a sua mão sobre os teus olhos."

Deus usou o Egito como uma proteção para os filhos de Israel. Ali eles estavam livres de povos inimigos e da fome, podendo crescer e se fortalecer. Cerca de 70 pessoas fora mulheres desceram para o Egito. E foram preservados  ali por Deus aguardando nas ultimas palavras de José:

Gn 50:24
"Depois disse José a seus irmãos: Eu morro; mas Deus certamente vos visitará, e vos fará subir desta terra para a terra que jurou a Abraão, a Isaque e a Jacó."

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUILOMBOS E REVOLTAS ESCRAVAS NO BRASIL

A ENTRADA DA IGREJA NOS CÉUS

Como um arco íris